Sexta-feira, 12 de Novembro de 2010

Ou seja

 

 

"Ou seja: muitas vezes, são os nossos pensamentos que se transmitem ao nosso corpo e que nos cansam. Por exemplo, às vezes não é o trabalho em si que nos cansa, mas a falta de reconhecimento. Podemos passar o dia inteiro à secretária sem mexer uma palha, e acabarmos tão de rastos como se tivéssemos vindo da maratona. O que é que se passa? O sentimento de impotência deprime-nos, baixa-nos as defesas, e acentua o cansaço físico. Paradoxalmente, uma vida muito monótona e sem desafios pode cansar-nos mais do que se vivermos afogadas em adrenalina.

 

Pois é: o problema nem sempre está em não sabermos o que nos aflige. Na maior parte das vezes, conhecemos perfeitamente as causas do nosso cansaço. A dificuldade está em correr o risco de perturbar um equilíbrio que, melhor ou pior, conseguimos na nossa vida. Mas vale a pena tentar mudar: ser mais egoísta, tirar uma noite para namorar sem as crianças, saber quando pode dizer ‘agora não posso fazer esse trabalho', saber a quem pedir ajuda quando for preciso em vez de carregar tudo aos ombros, escolher de que amigos queremos mesmo ser amigos em vez de nos dispersarmos por todos os corações, perceber o que é que sempre quisemos fazer e nunca fizemos, organizar melhor a vida para tirar melhor partido dela. E quando estivermos cansadas, ao menos que tenha valido a pena o cansar-nos... "

 

Extractos, palavras recolhidas e ditas ao vento... sem e com nexo, depende apenas do momento em que foram lidas, em que foram recolhidas... podem agora não ter nexo algum, mas já o tiveram, um dia, um momento, segundos apenas...

Em dias como o de hoje em que "tou aqui tou já ali, pois eu estava bem era acolí"... em dias como o de hoje em que o tempo teima em não passar, em que os ponteiros do relógio parecem ter bloqueado... em que o sol brilha lá fora, mas está frio e além do mais não tens vontade de te mexer sequer...

 

**********************************************************************************

 

Comecei este post ontem... num dia cheio de expectativas, ansiedades e emoções... hoje as coisas não são muito diferentes: o tempo continua a não querer passar, o sol não brilha... por sua vez o vento assobia, faz abanar os vidros nas janelas... a chuva cai!

Mas o dia ainda está a começar... não há que haver desesperos!! Há sim que haver um sorriso nos lábios, um brilhozinho no olhar... e saborear o facto de num dia de tempestade como o de hoje, ainda temos a sorte de poder observar tudo do lado de cá da janela, num sítio quente, seco e acolhedor... com uma caneca de chá na mão. Lá está... há sempre que tentar ver o lado positivo das coisas!!

 

Grüß aus München,

Sara 

 


publicado por Sara às 08:23
link do post | comentar | favorito
 O que é?

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Aufwiedersehen

. Oktoberfest 2011

. Hi again

. Sunday morning (III)

. Sunday morning (II)

. Sunday morning

. Remembering

. One Year Later

. After a hard day work...

. Vitali vs Solis

.arquivos

. Dezembro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

.tags

. todas as tags

.links

.mais comentados

11 comentários
8 comentários
7 comentários
4 comentários
4 comentários
4 comentários
   
blogs SAPO
RSS